segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Dia a dia.


Sombras pairam sobre a humanidade, repletos das dificuldades, homens vergam suas vontades, deixando o rubor de seus desejos verter de seus corpos pelos ferimentos de seus corações, Estes causados por eles próprios  ao seguir as convenções das fajutas sociedades livres.

Mais tão certo quanto dias nascem e morrem, renascera também a verdadeira liberdade, quando creremos em nos mesmos, renascera a vida, diferente desta que fingimos, serei livre para voar nos versos de minha imaginação, planar nas ondas de jubilosa verdade liberta dos receios da sociedade sufocante.
B.M

Nenhum comentário:

Postar um comentário